Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \28\UTC 2007

Sabemos que muitas são as causas do acidente da TAM, que vários fatores reunidos resultaram nesta tragédia – disso não tenho a menor dúvida.

Mas segundo o brigadeiro Jorge Kersul Filho, chefe do Cenipa:
“Há vários fatores que podem ter contribuído: a pista de pouso, a manutenção da aeronave, as condições de trabalho da tripulação, o preparo da tripulação (fisiológica e psicológica), a meteorologia, controle de trafego aéreo na hora do acidente. Os dados contidos nas caixas esclarecerão como foi a atuação da aeronave nos últimos minutos do vôo”.

Ops! Mas não foram “eles” mesmos que disseram que a pista era segura e que a falta do grooving ou área de escape não interferiram no acidente? Não disseram que a lâmina d’ água formada na pista era muito fina e que isso não seria suficiente para provocar uma aquaplanagem ou derrapagem na pista? E ao que me consta, naquele dia chuvoso muitas aeronaves pousaram e decolaram ali, e até fizeram uma comparação entre o pouso do avião da TAM com outra aeronave, que minutos antes pousara ali também. Agora sobrou até para São Pedro? Contradições…

Agora ele fala em “preparo” da tripulação. Preparo, ao meu ver, significa ser capacitado. E um piloto com 14.000 horas de vôo e não sei quantas mil horas voando naquele modelo de Airbus poderia ser considerado despreparado? Ele deveria ter dito: as condições psicológicas e fisiológicas em que se encontrava atualmente a tripulação; seria o mais adequado e pertinente.

Concordo quando ele se refere à manutenção da aeronave e às condições de trabalho da tripulação. Esses são pontos fortes e que influenciam mesmo; e isso serve para qualquer profissão.

O que ele não disse e que não estará registrado nas caixas pretas são:

  • a dor e sofrimento dos parentes das vítimas,

  • a incompetência, corrupção e ganância do governo e dos representantes dos órgãos do setor aéreo – e me refiro aqui aos setores de operações, administração, comercial, financeiro e engenharia, principalmente da Infraero;

  • a não-fiscalização e/ou a má-fiscalização das empresas aéreas, de suas aeronaves e dos aeroportos,

  • os equipamentos ultrapassados dos CINDACTAs, e a sobrecarga e pressão a que são submetidos os controladores de vôo;

  • o favorecimento das empresas aéreas, de cargos políticos, super-faturamento de obras e de obras irregulares…

Em nome do poder e da ganância, pouco importa se eu, você ou qualquer um esteja voando com segurança, o negócio é a gente voar e eles lucrarem. Se acontecer qualquer coisa, o nosso presidente vai pra TV e diz que lamenta muito o ocorrido, que também tem medo de voar, e que sempre se entrega nas mãos de Deus quando precisa viajar de avião.

Se morreremos ou não, isso não tem qualquer importância para eles; é até mesmo irrelevante. O que são 200, 300 vidas perdidas em um universo de 188.298.099 de habitantes? Se nossos familiares vão chorar por nós… o tempo ajuda a diminuir a dor – simples assim.

Anúncios

Read Full Post »

Estamos em final de xêpa?

“Os pepinos fazem parte da vida, certo? O importante não é o pepino. O importante é saber lidar com o pepino, saber cozinhar o pepino, cortá-lo corretamente. É ter inteligência para trabalhar com os pepinos e, principalmente, ter calma para se trabalhar com pepino”. Categoria: Pérolas de José Carlos Pereira.

Filosofando e sorrindo no buteco.

“A vida é a vida. Foi uma felicidade todo esse tempo que trabalhei aqui.” O brigadeiro afirmou que, se sair, sai “sem traumas”. Categoria: Pérolas de José Carlos Pereira.

“Vou tirar férias. Há 14 anos não tenho férias.” (tadinho dele, gente! 14 anos sem férias é muita coisa! Deve estar estressadíssimo!).

Enquanto isso, nos aeroportos do país: movimento dos sem vôo ou promoção relâmpago de loja de departamento. Vejam só:

  • “Passageiros da Gol estão desde a madrugada desta quinta-feira (26) parados dentro de uma aeronave, no hangar do aeroporto do Recife. A aeronave seguiria para Maceió, mas o terminal da Capital de Alagoas está fechado por causa do mau tempo. Um passageiro, que está na aeronave, disse à Globo Nordeste que todos temem perder o lugar no avião e ter de esperar por outro vôo, caso desembarquem.”

  • Um grupo de 15 passageiros que aguardava para embarcar no aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza (CE), invadiu um avião da empresa Gol na manhã desta terça-feira (24)…

E o “homi” disse que foi uma felicidade trabalhar na Infraero! Deve ter sido mesmo, sem dúvida. Ele deve ter se divertido demais vendo isso tudo.

Agora estão com pressa!

01122538100.jpg

Ranhuras na pista principal de Congonhas começaram a ser feitas ontem.

E o problema não era na pista! Disseram, e dizem, que mesmo sem as ranhuras, a pista de Congonhas era muito segura.

 

09.gif

Mas… uma dúvida atroz me persegue: se era segura, por que tanta pressa agora em realizar as ranhuras, heim?

Nana nina não! Não me venham dizer que era pra finalizar a obra, viu?! rsrsrsrs!

Read Full Post »

Eu li no UOL: o brigadeiro José Carlos Pereira afirmou, de modo irritado, ao ser indagado sobre uma eventual intervenção internacional no caso do acidente do vôo da TAM: “O acidente ocorreu no Brasil, a crise é nossa e os mortos são nossos. Não precisamos de ajuda nenhuma”.

– Tricot da dona deste blog: ele só esqueceu de dizer que a dor é única e exclusivamente dos familiares e amigos das vítimas. E ajuda pra que, né? Ajuda nessa hora pode, inclusive, atrapalhar na distribuição das responsabilidades, que é claro, nada têm a ver com uma pista mal acabada, aliás, elas têm que se restringir ao reversor com defeito, a alta velocidade da aeronave, freios que não freiam e piloto, ou seja, tudo ligado ao avião (as culpas são tantas relacionadas à aeronave, que não sei como ela não explodiu em pleno vôo! humpf!).

Obs.: não trabalho para a TAM, nem tão pouco conheci alguém que ali estava, mas é óbvio que não existe um só responsável pelo acidente. O que sei é que existem quase 200 vítimas, e muitas, mas muitas pessoas que choram por eles, e um governo que levou três dias para falar um blá blá blá desnecessário, já que bem antes dele anunciar que falaria, os assessores já tinham deixado o recado na TV para o mundo inteiro ver o quão realmente estavam preocupados com o acidente e na apuração das causas.

Continuei a ler: Pereira afirmou ter pousado e decolado “centenas de vezes” da pista auxiliar de Congonhas quando atuava como piloto. “E voava com máquinas muito inferiores a essas de hoje”, ele disse.

– Tricot da dona deste blog: Agora ele foi no ponto: ele voou com máquinas muito inferiores em tudo: em tecnologia, em potência, em capacidade e necessidade!

E ainda li mais: Ele também considerou “jogada de marketing” a decisão da TAM em transferir pousos de Congonhas para Guarulhos .

– Tricot da dona deste blog: jogada de marketing? Pode até ser, mas sem dúvida isso me dá segurança, mesmo que ela seja psicológica, já que teremos certeza que, por problemas de pista mal acabada, não morreremos caso ocorra um acidente. Em compensação se pensarmos em apagão de CINDACTAS…, não adianta transferir pousos e decolagens pra qualquer aeroporto. E por falar em CINDACTA, qual será a “jogada de marketing” do governo dessa vez?

Lendo e engolindo a seco: o Financial Times disse: “A extrema necessidade de um governo mais eficiente no Brasil nunca esteve tão clara.”

– Tricot da dona deste blog: eles não mentiram ao afirmar isso, infelizmente.

Read Full Post »

 

imagem1.png

Estou me sentindo quase uma profetisa! Na verdade estou me sentindo uma pateta! No post Foram as Ondas Sonoras eu disse assim: “E não me venham falar em caixa preta, pois não estranharei caso eu ouça que somente parte da gravação foi recuperada, já que a caixa preta estará danificada com o acidente e com o incêndio, aliás, ela estará danificada justamente na parte onde encontrariam registros importantíssimos sobre o vôo, e que fariam a “pequena grande diferença” em ter o piloto como herói, vítima ou como único culpado.”

Eis que entro no portal UAI e me deparo com isso aqui:

Peça de Airbus enviada aos EUA não era caixa-preta

Agência Estado

A Aeronáutica informou neste sábado que um dos equipamentos do Airbus da TAM enviados aos Estados Unidos para ser avaliado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), responsável pela investigação do acidente com o vôo 3054, não se tratava da caixa-preta.

Por meio de nota divulgada hoje, a Aeronáutica informa que as buscas ao gravador de voz da cabine continuam e o outro equipamento enviado, o gravador de dados de vôo, já começou a ser analisado nos laboratórios do NTSB (National Transportation Safety Bureau).

Veja a íntegra da nota:

“O Comando da Aeronáutica informa que a equipe de técnicos do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) responsável pela investigação do acidente com o vôo 3054 já iniciou o exame dos equipamentos levados aos laboratórios do NTSB (National Transportation Safety Bureau) nos EUA.

O resultado mostrou que um deles não se tratava do CVR (Gravador de Voz da Cabine). Tal fato se configurou por conta das deformações significativas sofridas pelos materiais em função do impacto e das altas temperaturas atingidas.

Por outro lado, a análise do segundo equipamento recuperado indicou que verdadeiramente se tratava do FDR (Gravador de Dados de Vôo), primordial para a avaliação de fatores contribuintes para o acidente, e que seu estado poderá permitir a recuperação de todos os dados necessários.

As buscas entre os destroços prosseguem de modo que as informações complementares do gravador de voz da Cabine possam ser recuperadas o mais rápido possível.”

Brigadeiro-do-ar Antonio Carlos Moretti Bermúdez
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica.

Três opções: ou estou mesmo profetisando os acontecimentos, ou tem “gente demais” lendo meus posts, ou isso já era de se esperar! Fico com a última opção. Mas… uma pergunta que não quer calar: se uma das peças enviadas não era a caixa preta, que peça era aquela então? Estou com uma leve impressão que as Ondas Sonoras foram mesmo as responsáveis. Acho que eu deveria colocar uma categoria nova pra esse post: Me engana que eu gosto! Humpf!

Read Full Post »

Essa é a resposta a todos nós e à dor dos familiares e amigos das vítimas do acidente do vôo JJ 3054 da TAM daqueles que fazem parte do seleto grupo de pessoas que dizem fazer tudo pelo povo e para o povo. Quanta solidariedade! Quanto respeito!

Se eles, que são assessores, pensam e agem assim, por que eu devo acreditar que o presidente dessa ré-pública pensa e age diferente? Me poupem! Me economizem. Nada do que ele disser hoje a noite vai conseguir desbancar o que essas imagens dizem.

01118991400.jpg

01119101500.jpg

Sr. Presidente, por favor, não fale nada! Poupe nossos ouvidos e não subestime nossa inteligência! Já entendemos o que seus assessores disseram!

* Fotos do portal Globo.com

Read Full Post »

Peço perdão aos familiares e amigos das vítimas do acidente do vôo JJ 3054 da TAM, caso venham a ler esse post e acharem que ele tem um tom de deboche. Essa não é a minha intenção, e ele não é um deboche. Ele é só a indignação de uma enfermeira que vê coisas como essas acontecendo; que tenta se colocar no lugar desses parentes e amigos ao imaginar a dor e o sofrimento de todos, e que vai ser obrigada a ouvir uma verdadeira sessão-besteirol de um milhão e meio de desculpas esfarrapadas, e um laudo que não terei como contestar, já que não possuo conhecimento de causa. Bom, vamos ao post então:

photo20070718180828.jpg

Foto tirada do portal UOL.

E já começaram as especulações sobre o acidente com o vôo da TAM, que colidiu com o edifício da TAM Express ao tentar realizar o pouso.

  • A culpa é do piloto que estava em alta velocidade!
  • Não tinha pista suficiente pra pousar um avião daquele porte!
  • A aeronave estava pesada demais e por isso não foi possível pousá-la naquela pista!
  • A culpa é do piloto e do co-piloto que tentaram arremeter e não conseguiram!
  • O avião não aquaplanou! Ele derrapou!
  • A culpa é do freio que não freiou, do acelerador que acelerou, do manche que não enmanchou (ou que enmanchou)!
  • A culpa é do… blá blá blá blá!

Só não disseram ainda que a culpa são das ondas sonoras, pois ninguém ainda havia aventado essa hipótese. Eu disse – ninguém havia aventado – pois eu acabo de descobrir a solucionática para essa problemática, já que sou muitíssimo entendida em desastres de avião, principalmente em pistas que derrapam. E por isso, premio a todos que aqui vierem, em primeira mão, com o futuro resultado da apuração sobre as causas deste acidente. Sim, meus amigos, digo-lhes que a culpa é das ondas sonoras. Elas são as vilãs! Vejam porque:

Tudo começou no dia 13 de Julho, na abertura dos jogos do PAN Rio 2007, quando o Presidente ouviu uma vaia presidencial, que aliás foi muito providencial, promovida, comprada, arranjada e financiada pelo César Maia, através do Bolsa-Vaia (essa eu copiei daqui). Bom, como essas vaias geraram ondas sonoras gigantescas e de grande poder de propagação, elas atingiram a cidade de São Paulo no dia 17 de Julho, conseguindo chegar ao Aeroporto de Congonhas. Ao chegarem ao aeroporto, elas se depararam com um obstáculo – o avião da TAM! Resultado: a força dessas ondas sonoras era tão forte, que elas acabaram por empurrar o avião até que ele colidisse com o prédio da TAM Express, daí veio a explosão, o incêndio e as mortes. Fim do laudo.

Ahhhhh! Pelo amor de Deus! Isso é um absurdo! Vão jogar a culpa no piloto e no co-piloto, com certeza, pois eles não estarão aqui para darem as suas versões; para se defenderem. E não me venham falar em caixa preta, pois não estranharei caso eu ouça que somente parte da gravação foi recuperada, já que a caixa preta estará danificada com o acidente e com o incêndio, aliás, ela estará danificada justamente na parte onde encontrariam registros importantíssimos sobre o vôo, e que fariam a “pequena grande diferença” em ter o piloto como herói, vítima ou como único culpado.

Já anunciaram que a apuração levará nada mais, nada menos, que 10 meses! Humpf! Vão inventar que a decisão do piloto em arremeter foi precipitada (ou demorada) por demais, ou que não foi feita com a devida técnica e maestria. Dirão também que houve uma discussão ferrenha entre o co-piloto e o piloto e ainda que a repimboca da parafuseta da aleta traseira do leme emperrou, e por isso, deu no que deu!

Tenha a santa paciência! São bem capazes até de culparem o edifício da TAM Express, alegando que o transponder do edifício estava desligado e que ele deveria ter se auto-implodido ao ver o avião se aproximar, mas não o fez! Vai ser culpa pra todos os lados, menos para uma obra na pista que deveria ter sido acabada e não foi. Não afirmo que não poderá ser erro humano, mas não aceitarei caso falem que a culpa foi única e exclusivamente do piloto e/ou co-piloto.

E que Deus conforte a todos os familiares dos passageiros, piloto, co-piloto, comissários de bordo, funcionários da TAM Express e também daqueles que estavam naquele bendito lugar naquela hora e que foram atingidos. E que, pelo menos desta vez, tenhamos justiça.

Read Full Post »

Ainda sobre o PAN

Tá bom, tá bom! Calma, muita calma nessa hora! Eu sei que o assunto já rendeu, mas não me contive ao ler os comentários ao último post. Me deu uma coceirinha danadinha nos dedos e nos neurônios! E como não resisto a esses meus “insights” ( tô achando que tô podendo, né?) , resolvi reunir aqui, em forma de um post, os comentários de vocês lá no PAN Rio 2007 e minhas respostas a eles. Até que ficou legal, olhem só:

Ô meu Deus! Como tem gente sem noção! Me refiro ao visitante Blogueiro (que parece ser membro do povo-gado que vive em um curral-cercadinho) que fez seu comentário amparado por uma ilógica petista; vejam só o que ele disse: “Os que vaiaram Lula são os verdadeiros trouxas que se referiu Jose Ferra. Os trouxas in-formados que pensam que a midia e a oposição defendem eles, quando ela só usa eles.” Me pergunto: será que Blogueiro e petistas entendem como manifestação de um povo somente quando a situação é favorável ao governo, caso contrário, a oposição é a responsável? Quando eu votei no Molusco, na eleição anterior a essa última, eu imaginava que com ele seria diferente. Bem feito pra mim! Mas como não costumo cometer o mesmo erro duas vezes…

Fiquei aqui a remoer minhas idéias: será que Blogueiro acha que tem a certeza absoluta, que todos aqueles que não aprovam o Molusco são, obrigatoriamente, eleitores de José Serra? Será que não estamos em uma democracia? Estaremos todos numa ditadura petista disfarçada de democracia supostamente feita pelo povo, para o povo e com o povo (já ouvi isso antes em algum lugar!)? No segundo turno tínhamos: José Serra, Lula e as opções de voto nulo e branco. Levando-se em consideração que os votos nulos, brancos e as justificativas por não votar foram em número expressivo nas últimas eleições, de onde é que os petistas tiram a idéia que todos, SE NÃO SÃO Lula, SÃO José Serra? Eu, heim?! Que matemática é essa? Que lógica do pensamento é essa? Em contrapartida, achei muito interessante o comentário da Flávia (que cabe perfeitamente como resposta à insanidade postada por Blogueiro):Olha, Lula esqueceu que lá não estariam os famintos que ele tapa a boca com aquela bolsa miséria, pq são esses que votam no Lula.”

Foi uma abertura bonita em coreografia, em fogos, em shows pelos cantores nacionais de peso e pelo show das delegações desfilando. Em compensação foi uma vergonha as vaias à delegação norte-americana. Atletas são preparados para competir, ganhar medalhas, se superarem; venham de onde vierem, o fato é que não podem ser igualados aos políticos de seus países.

Mas o show à parte mesmo foram às vaias ao presidente; polêmico!!!! Desculpem minha falha humana, mas não consigo ponderar como vocês, meus amigos, que aqui disseram que ali não era lugar para vaias a ele. Concordo que ali não seria lugar para vaias a ele, caso eu tivesse visto pela TV que na abertura havia militantes de outros partidos com bandeiras erguidas, faixas com ofensas a ele, bottoms, camisetas com dizeres de protesto e outras bugigangas.

Péra aí, deixem que eu me explique: minha vaia ao nosso presidente, assim como o de tantos outros brasileiros, registrei na urna (voto-vaia), mas ela foi abafada pelos votos-aplausos daqueles que o reelegeram; meu grito não ecoou. E nessa vaia, que dizem ter sido arranjada, ou não, vi e ouvi meu grito. Sei que o PAN não é comitê eleitoral, show de comício ou inauguração de obra governamental; sei que aquele foi um evento que exigia protocolos, por ser internacional; sei que não há governo que tenha aprovação unânime, PORÉM, se você fosse político e estivesse em um comício de fato ou inaugurando alguma obra, você consideraria alguma manifestação contra o seu governo, como as vaias, por exemplo? Pois eu lhes digo que eu NÃO consideraria; eu ainda diria: isso é coisa da oposição que enviou os cabos eleitorais para me vaiarem, portanto… (aliás, ele disse isso hoje – o que já era de se esperar, rsrsrs – ô meu Deus, vou acrescentar Cegueta ao apelido Molusco, rsrsrs). Mas consideraria, e muito, as vaias que me dariam, caso eu já estivesse no poder, e em um local onde o tema não é a política, e sim o esporte.

Além do que, todas pesquisas de satisfação com o governo Molusco Cegueta sempre apontam índices favoráveis a ele, e são divulgadas lá fora como sendo verdadeiras! E só para fugir à regra geral das pesquisas, existe maior demonstração de insatisfação com o nosso atual governo, ao vivo e simultâneo para todas nações, do que essas vaias no dia 13? Sinceramente? Eu gostei muito e desejo muito que essas vaias a ele não fiquem só no PAN. Que essas vaias proliferem-se, propaguem-se por todo esse país, seja em eventos, comícios, visitas oficiais aos estados, e etc… E como disse a Luci (faço as dela, as minhas palavras): “Adorei as vaias, me senti de alma lavada. Eles não poderão abafar esta vaia, nunca. A estatística deles é uma e o clamor de um povo é outro”.

Será que ele esperava mesmo que ficássemos mudos ao saber que a própria obra do PAN custou somente 6 vezes mais do que realmente deveria ter custado, por mais linda e emocionante que tenha sido essa abertura? Já não basta termos:

  • Carga tributária das mais altas do mundo,
  • uma das mãos-de-obra mais mal remuneradas dos mercados,
  • infinitos escândalos que trazem infinitas CPIs e que acabam em incontáveis pizzas que nos enfiam goela abaixo, pois nunca há provas suficientes para incriminar e condenar ninguém;
  • o CAOS nos aeroportos desde o acidente ocorrido com o vôo 1907 da GOL, que fez vir à tona toda a precariedade e fragilidade do sistema aéreo nesse país? E enquanto isso, as pessoas passaram horas, dias, amontoadas nos aeroportos sem direito a nada (sempre que vejo cenas assim, me vêm à lembrança as cenas das vítimas do Katrina em New Orleans, todos amontoados naquele ginásio – tão igual e por motivos tão diferentes, não?); mas não existe CAOS que impeça o aerolula de voar e pousar, né?
  • estradas, ou melhor, não termos estradas, pois são mal sinalizadas, não há fiscalização e nem tão pouco manutenção freqüente e de qualidade (e meu IPVA vai pra onde, pô?); não se pode andar seguro de ônibus por esses mesmos motivos, e ainda porque não sabemos se o motorista usa ou não rebite para trabalhar forçadamente mais do que deveria, afim de poupar gastos aos donos das empresas, ou se seremos ou não alvos de assalto/seqüestro nas estradas; e tantas outras coisas e desmandos!

Meu pensamento é o mesmo da Patty quando ela diz: “o povo anda tão saturado q exigir elegância e bom comportamento com um ser q só demonstra descaso, seria pedir demais, né?” Se ele pensou que ali receberia aplausos… Ele mesmo disse hoje: “… aplausos e vaias fazem parte da reação do ser humano; … só que fui preparado para ir a uma festa” … Quem sabe agora ele não vai a festa nenhuma, e com isso o governo economizará não financiando aquela equipe de apoio ultra, mega, blaster, hiper, super, enorme que ele sempre carrega consigo em qualquer evento que vá, né? rsrsrsrs!

Sinto muito Molusco Cegueta, ou o senhor muda e passa a enxergar, ou essa moda vai pegar. E se essa moda pegar, o senhor corre o risco inclusive de ser vaiado por sua própria esposa em dia de aniversário de casamento, caso ela não goste do presente! Reafirmo minha posição: essa vaia, arranjada ou não, foi providencial, ou melhor, foi Presidencial. Pronto! Agora chega! rsrsrs.

Read Full Post »

Older Posts »