Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \30\UTC 2007

E pegando carona na onda do aumento do benefício Bolsa-Família e só pra lembrar a quem acredita que esse programa é de inclusão…

  • O baixo índice de aprovação escolar nas famílias com o Bolsa Família – entre 3,4 e 3,9 pontos percentuais, em média, menor que nas famílias pobres não-beneficiadas.
  • Desde que foi criado, em outubro de 2003, o Bolsa Família paga entre R$ 15 e R$ 95 por mês, dependendo do grau de pobreza e do número de filhos até 15 anos.
  • No Nordeste, entre as famílias com renda per capita entre R$ 50 e R$ 100, uma parcela de R$ 50,74 do benefício teria sido gasta em FUMO E BEBIDAS ALCOÓLICAS em um ano.
  • A exigência de comparecimento a pelo menos 85% das aulas, feita pelo programa, elevou a freqüência às aulas em 7,1 pontos percentuais no Nordeste (e em até 12,3 pontos percentuais entre as meninas no Sul e no Sudeste). Os números foram acompanhados pela queda da evasão escolar entre os beneficiados, quando comparados à famílias igualmente pobres que não recebem a bolsa. Mas a presença dos alunos na escola não trouxe avanço no rendimento.
  • Na região Norte, o índice de aprovação dos meninos foi de 10,7 a 11,3 pontos percentuais MENOR que nas famílias que NÃO RECEBEM o benefício, dependendo da faixa de renda.

(o resultado dessa pesquisa foi divulgado em Maio/2007)

Leia mais aqui.

E ançim lá vamu nóis cusntruindo o noço paíz! Viva o Bouça Famía!!!! Programão de açistenssia e aussílio!

Read Full Post »

Separando o joio do trigo.

Li no UAI sobre o movimento que os médicos brasileiros estão fazendo para reivindicar melhores salários e condições de trabalho, principalmente para aqueles que trabalham no nordeste do país. Concordo que os salários são baixos, que o desgaste é enorme em ter que trabalhar em 3 locais ou mais para ter um salário compatível, que não há tempo suficiente para estudar e atualizar os conhecimentos, visto que nessa área as novidades pipocam diariamente, tanto em termos de tratamento, como em descobertas de novas doenças e seus mecanismos de ação. Porém não dá para engolir uma fala dessas: “É por isso que alguns médicos aceitam ‘jabás’ de laboratórios”, ressalta o presidente do Sindicato dos Médicos da Paraíba, José Denir Rodrigues; (Jabás são os brindes – que passam por desde simples canetas, agendas até equipamentos eletrônicos e viagens – que os laboratórios oferecem aos médicos para que eles receitem determinados medicamentos.).

Como sempre, os pacientes pagam o pato, porque muitos desses médicos simplesmente afirmam que o genérico não serve, que o melhor medicamento é o de marca. Daí você confia no seu médico, compra o medicamento de marca, paga caro e ajuda a financiar as viagens do seu doutor, já que nas farmácias há um cadastro de todos os medicamentos receitados e por quais médicos foram prescritos! Mas que fique bem claro, que aqui me refiro aos medicamentos receitados que têm similares genéricos, tipo: Dipirona e Novalgina, Furosemida e Lasix, Tylenol e Paracetamol, Clorana e Hidroclorotiazida, Amoxicilina e Amoxil… , pois há aqueles medicamentos que não há o genérico disponível e a única opção é mesmo o medicamento de marca, além de casos em que o médico já optou por um medicamento em que existe a opção do genérico, mas não pode mais ser utilizado pelo paciente, devido aos efeitos colaterais e/ou tolerância já apresentados por ele.

O que esqueceram de falar nesse movimento foi o índice de médicos que trabalham em Centros de Saúde, hospitais públicos e outros, que vão até seus locais de trabalho pela manhã, registram o ponto de entrada e em seguida saem de lá para atenderem em seus consultórios particulares. Às 18:00h ou 19:00h, retornam ao hospital, entram novamente na fila de registro do ponto, e assinam ou registram a saída, como se tivessem trabalhado lá o dia todo. Há também aqueles, que ao invés de fazer sua hora de almoço de 1 hora, fazem 3 a 4 horas! Isso aí ninguém falou! Por que será?

Observação: não sou contra o movimento que os médicos estão fazendo, e acho que seus salários têm que ser reajustados sim, pois trabalho na rede pública e sei que a evasão de médicos é enorme devido aos baixos salários e às condições precárias de trabalho que encontram, além de conhecer bem o desespero que passamos quando um paciente nosso está grave e não há médico no Centro de Saúde para atendê-lo.

Mas há que se observar quem realmente reclama e reivindica com razão, e quem reclama porque quer mamar mais nas tetas do governo, não esquecendo ainda que a grande maioria dos diretores dos hospitais públicos são médicos, sabem perfeitamente quem são os colegas que trabalham e quem são os que fingem trabalhar, mas não tomam qualquer providência e deixam a coisa correr solta por puro corporativismo.

Read Full Post »

Socorro!!!!

Na semana passada Ronaldo Esper – apresentador e estilista – foi absolvido por furto de vasos no Cemitério.

O juiz designado para o caso alegou que a conduta de retirar os vasos de um local abandonado não constitui crime.

Mas peraí!!!! O cemitério é responsável pelos túmulos que ali estão, certo? Então o lugar não é abandonado, ué! Por acaso aquele cemitério é abandonado? E se Ronaldo retirou os vasos de lá, no meu entendimento, houve furto sim! O túmulo não pertencia à família dele, e portanto, ele não poderia decidir por remover os vasos de lá sem autorização prévia. Ele alega que retirou os vasos do túmulo para colocar em uma capela dentro do próprio cemitério. Na minha opinião, isso não justifica o ato.

Pra mim não há qualquer diferença entre ele e aqueles que violam túmulos para furtar peças de bronze, ossos ou dentes de ouro, aliás, ao favorecer a sentença em favor do “estilista”, o juiz abre precedentes. Alguém pagou por aqueles vasos algum dia, para que ficassem ali, e não cabe ao Ronaldo Esper ou a qualquer outra pessoa estranha “redefinir” onde eles melhor deveriam ficar.

E triste foi ouvir o apresentador Brito, do programa Hoje em Dia (TV Record), hoje pela manhã dizendo que julgar um caso desses é perda de tempo, diante de outros mais importantes e mais graves. Sinceramente, acho que ele foi muito infeliz ao expressar a sua opinião no ar, inclusive deveria ter guardado pra si esse comentário, pois como formador de opinião, valorizou a banalização na apuração e julgamento de furtos de um modo geral, colocando-os como menos importantes diante de outros crimes.

Não interessa se o crime envolve grandes cifras, vasos de ornamentação de túmulos ou pacote de biscoitos. A grandiosidade do crime não era o que estava em julgamento, Sr. Brito! O que foi julgado foi o ato em si – o de furtar algo que não pertencia a ele! Cumprir a lei é dever de todos nós, e à elas todos são submetidos – pelo menos é assim que deveria ser.

Não quero que pensem que estou dizendo que a pena deveria ser a mesma para quem rouba vasos de cemitério, peças de bronze dos túmulos, os cofres públicos, assassina, seqüestra, estupra…, não é isso! O que quero dizer é que quando o cidadão comum aceita e acredita que furtar coisas pequenas não tem relevância, ele estimula a auto-confiança de outros para desafiar cada vez mais a justiça! E se hoje temos crimes cada vez mais sofisticados, bárbaros e hediondos, é porque essas pessoas sabem que há chances de escapulir da justiça. Esse país só começará a mudar no dia em que as leis forem aplicadas a todos igualmente, seja qual for o crime. Só assim seremos cidadãos dígnos de respeito por parte dos governantes e daqueles que fazem as leis.

Pior mesmo é saber que, após o episódio do furto, Esper declarou ter decidido que entrará para a vida pública. “Estou procurando um partido político para, no ano que vem, ser candidato a vereador”. Aff! Nós mereceremos mesmo, caso aconteça dele ser candidato e vir a ser eleito! E acho que os violadores de túmulos e acusados de pequenos furtos vão ser os cabos eleitorais de maior expressão do candidato Esper.

Aqui falou e disse a enfermeira mais entendida em Código Penal, Civil e leis de um modo geral de um país chamado Brasil! rsrsrs

Read Full Post »

Na farmácia do Centro de Saúde mais próximo à sua residência…

_ Vou precisar de Captopril, Clorana e Lasix (chegando com a receita levantada).

_ Ó, só vou poder fornecer pro Sr. pra 15 dias, porque o remédio tá acabando e só vai chegar no final do mês que vem aqui no posto, então a gente tem que regrar a distribuição da medicação por paciente, tá?

_ Mas moça, eu tenho que tomá os remédio todo dia! Eu num posso tomá só por 15 dia; eu tô cum pressão alta, o dotô falô, e eu já tive um princípio de derrami, viu?! E os outro 15 dia, cumé que fica?

_ Não sei não, meu Sr. , o Sr. vai ter que comprar, ou dar outro jeito, porque a previsão de chegar aqui no posto é só no final do mês que vem, tá bom? O próximo, por favor.

_ Tem pílula anticoncepcional? (já passando a receita pelo vidro do guichê)

_ Acabou.

_ E como é que eu faço?

_ Ou não faz, ou usa camisinha, ué!

_ E tem camisinha aí?

_ Tem, tá aqui, mas nem precisa pedir mais, pois cada pessoa só pode pegar 3 pro mês inteiro. Próximo!

_ Preciso agora é de Crozapina (Clozapina – mostrando a receita fresquinha feita pelo psiquiatra); meu fio não pode mais tomá o Haldol dicanoalto (Haldol Decanoato); ele não se adaptou-se com o haldol.

_ Clozapina não é padronizado.

_ Como assim, num é pradonizado?

_ O governo não fornece esse tipo de remédio para os postos de saúde.

_ E cumé que eu faço, então?

_ A Sra. vai ter que pedir ao psiquiatra pra fazer um laudo justificando o uso dessa medicação – aproveita que ele ainda tá aqui e pede de uma vez. Depois, a Sra.vai levar na Secretaria Estadual de Saúde e vai preencher a ficha de cadastro do paciente. Lá eles vão dar pra Sra. uma papelada pro psiquiatra preencher. Daí a Sra. pega a papelada e volta no psiquiatra pra ele preencher a solicitação da medicação e carimbar, mas antes dele fazer isso, ele ainda vai ter que pedir um exame de sangue do paciente. Daí a Sra. leva o paciente pra fazer o exame, mas se for fazer aqui no posto, leva quase um mês pra sair o resultado, já vou avisando pra não brigar depois.

Quando o exame ficar pronto, se ele não for perdido, porque se ele for perdido, a Sra. vai ter que voltar com o paciente lá no laboratório de novo pra fazer outro, mas como eu ía dizendo, quando o exame ficar pronto, a Sra. volta ao psiquiatra pra mostrar pra ele; daí ele vai fazer uma nova receita, porque essa receita, com a data desse mês, até tudo ficar pronto, não vai ter mais validade. Se tiver tudo ok com o exame, aí a Sra. leva a papelada toda lá na Secretaria Estadual de Saúde; confere antes direitinho se o médico preencheu tudo e carimbou, junta com a receita nova e o exame de sangue também. Lá na Secretaria, eles vão agendar a data pra Sra. voltar lá e pegar o remédio. E, ó, já vou avisando que vaga pra consulta com psiquiatra é só pro final de Outubro ou início de Novembro, viu? É melhor a Sra. já deixar marcado de uma vez, porque se não, vai ficar pro ano que vem.

_ Mas moça, que trabaiêra toda é essa? E nós ainda tamu em Agosto!!! Até lá meu fio já ficô muito ruim dos nervo da cabeça sem os remédio, moça! Num tem ôtro jeito não?

_ Eu sei, mas as normas pra pegar essa medicação são do Ministério da Saúde, e a agenda do psiquiatra já está lotada até outubro; só tem um psiquiatra no posto – e tem que dar graças a Deus, porque o governo é quem vai dar essa medicação pra ele, e de graça! E pro seu filho não ficar sem o remédio esse mês, a Sra. pede o médico pra receitar outro que dá comprar na farmácia ou mandar manipular (valor: R$170,00 ou mais, dependendo da dose, e pra 30 dias) .

Enquanto isso, no país próximo ao seu…

Neste sábado chegaram 46 toneladas de alimentos e outros donativos ao Peru, enviados pelo Brasil. Segundo o Itamaraty, essa foi a maior doação feita pelo governo brasileiro. Os mantimentos são suficientes para alimentar 10.000 pessoas por um período de 15 dias. E na próxima terça-feira, chega a Pisco mais um avião com 14 toneladas de medicamentos e frascos potabilizadores de água, além de um clínico geral.

É mole, ou quer mais?

Read Full Post »

* Hoje faz um mês que aconteceu a tragédia do vôo da TAM – das 199 vítimas, 194 foram identificados – ainda faltam 5.
* “Desapareceram” 23 minutos de gravação de voz do vôo.

Ordem e progresso – são esses os dizeres que vemos estampados em nossa bandeira, certo? Significam: ordem por base e progresso por fim. Bonita a definição, mas para quem? Vejamos o que o nosso país tem de ordem e progresso (vou citar aqui algumas poucas coisas):

  • Caos na Saúde: enquanto vivemos a nossa realidade de falta de atendimento médico decente nas unidades de saúde (devido muitos fatores, mas também à falta de medicamentos nos mesmos) nosso pré-sidente solidário da silva autoriza o envio de medicamentos para as vítimas do terremoto no Peru (ele também fez isso na ocasião do tsunami). Brasil é solidário pra caramba!

  • Caos na Educação: professores mal remunerados intimidados por alunos armados dentro das salas de aula, escolas depredadas e saqueadas, crianças que não sabem ler, e que muito mal e porcamente assinam o próprio nome, e que são aprovadas todos os anos. Se depender da atual educação, muito em breve farão alterações nos dizeres da bandeira, ao invés de progresso, leremos pogreço!

  • Caos no Sistema Viário: estradas mal conservadas e mal sinalizadas, algumas delas parecem obra de ET, pois a única serventia foi desviar dinheiro público, já que unem o nada ao lugar nenhum, e outras que promovem a morte de milhares de pessoas por ano, e ainda tem o risco de ser assaltado, seqüestrado e até mesmo assassinado por bandidos armados com revólveres ou fuzis, ou mesmo com um carro ou caminhão (sim, existem assassinos em potencial atrás de um volante). E não duvido que já tenham dito: se querem viajar, que usem drogas!

  • Caos na Segurança: onde o réu primário responde o processo em liberdade, mesmo que ele seja confesso no estupro e assassinato; onde a polícia prende, mas justiça solta quando eles cumprem o absurdo de 1/3 da pena; onde bandidos podem sair no natal para ver papai noel e na páscoa para ver o coelhinho botar ovos! Onde marginais, de dentro do presídio, intimidam as pessoas aqui fora, e conseguem extorquir dinheiro; onde dentro dos presídios alguns têm o luxo de fazer churrasco nos fins de semana, têm DVD, Tvs modernas, celulares e outras coisitas mais. Que isso, gente! Isso são direitos humanos!

  • Caos no Sistema Aéreo: onde dois aviões se chocam em pleno vôo, porque nossa tecnologia de radares (ou coisa parecida) está ultrapassada; onde benefícios são concedidos às empresas aéreas, de modo que o que deveria ser fiscalizado, retirado ou substituído não acontece – tá tudo liberado. Onde uma pista de aeroporto não oferece segurança a quem voa, seja por ela ser pequena, seja por não ter área de escape, por não ter o tal do grooving, pois o mais importante é colocar mármore nas salas de embarque e desembarque para que as pessoas passem horas e horas a admirá-los, até mesmo dias, pois não conseguem embarcar, e têm que se sujeitar a deitar no chão ou nas cadeiras dos aeroportos para aguardar, caso contrário, perderão seus lugares nos aviões. Quantas vezes ele precisará repetir, gente: ao voar, façam como eu, coloquem sua vida nas mãos de Deus! Ô povo teimoso, sô!

  • Caos na política: onde todos os dias pipocam escândalos e mais escândalos de corrupção e desvios de dinheiro, obras super-faturadas, malas, cuecas, valeriodutos, trocentas CPI’s, todos absolvidos, e trocentas pizzas que nos empurram goela abaixo. Existe alguma pizzaria que fature mais do que a do planalto?

  • Caos na consciência: onde a maioria aplaude e se contenta com bolsa-família, bolsa-escola, e bolsa não sei mais o quê, mas não como um auxílio, e sim como meio de sobrevivência, ao invés de cobrar trabalho e salário dígnos; onde todos assistem a uma sessão deboche de relaxa e goza e depois top-top-top, mas antes passando por uma dança comemorativa ao mensalão; e o lance é mesmo comemorar, afinal o povo tem o carnaval, as micaretas, tivemos o PAN, o Cristo Redentor como uma das 7 maravilhas, os campeonatos estaduais e brasileiro de futebol, o bolsa-família, o bolsa-escola…Êita paisinho bom esse, meu Deus!

  • NÃO!!!! Eu não quero mais meu país assim!!!! Eu quero respeito, eu quero ordem, eu quero progresso, quero ter orgulho de ser brasileira e gritar aqui nesse blog que as coisas no meu país funcionam!!! Eu não quero que meu país seja composto de Marcos Valérios, de Josés Genuínos e Dirceus, de Malufs, de Garotinhos, de Dilmas Roussens, de Suplicys e de miseráveis que se contentam e conformam com os bolsas-não sei o quê, e um governo que se vangloria por mantê-los assim, como eternos “companheiros” excluídos de qualquer coisa.

    Quero que culpados sejam punidos. Quero meu país com oportunidades, justiça e assistência a todos; não quero ostentar o nariz de palhaço, e quero que a única pizza que eu coma, seja aquela que eu pedir na pizzaria e no sabor que me agradar. Será que é tão difícil isso? Se não mudarmos, se não cobrarmos dos nossos políticos, a definição do que está escrito em nossa bandeira será: Ordem para ser colocada embaixo da base e para por fim ao Progresso.

Read Full Post »

Na Folha On-Line de ontem foi publicado que o Brigadeiro Kersul rebateu as acusações de que militares da Aeronáutica seriam os responsáveis pelo sumiço dos pertences das vítimas do acidente da GOL – vôo 1907, e mostrou um vídeo no momento do resgate. Segundo ele, a prioridade da Aeronáutica sempre foi achar corpos e eventuais sobreviventes.

“Homens de honra realizaram o trabalho de resgate das vítimas. Os bens materiais realmente nunca foram a nossa prioridade, nunca foi. Será que esses homens estavam preocupados em tirar um celular, um documento, para depois comprar um carro?…”, disse ele.

O Brigadeiro mostrou um vídeo do resgate, “o que levou às lágrimas parentes de vítimas do Boeing da Gol que acompanharam a sessão da CPI. Kersul também deixou a sala da CPI chorando, depois de relembrar os trabalhos de resgate realizado pelos militares – já que participou das buscas no local do acidente”.

“Terei que reabrir hoje, aqui, feridas que eu tentei curar. Cabe a mim não deixar dúvida nenhuma, com a versão de quem esteve lá”, disse.

Certo. Não acredito mesmo que todos que ali estavam agiram de má fé, mas não se pode ignorar que em qualquer sociedade, profissão, equipe, grupo, casta (classifiquem como quiserem) existem aqueles que se aproveitam de qualquer situação, inclusive dessa; ninguém é tão inocente para não acreditar nisso. Para mim, é descabido apelar emocionalmente para defesa de um grupo, como fez o Brigadeiro, pois abre margem a questionamentos; ele acabou por expor mais ainda o grupo – foi um tiro no pé.

Essa defesa feita com tanta veemência, e tão apelativa, pareceu mostrar que a dor dele e a honra do grupo são muito superiores à das famílias. Ao meu ver, foi uma tentativa de inversão dos papéis. E que é um absurdo questioná-los como um celular e documentos de algumas vítimas foram parar nas mãos de terceiros para serem utilizados em golpes na praça.

Sinceramente, sem desmerecer os militares que ali estavam presentes, e que trabalharam arduamente naqueles dias, mas pra mim, isso foi o mesmo que admitir que isso é possível, que dentre eles há pessoas (não todos, como em qualquer profissão ou grupo) que agem desonestamente e inescrupulosamente, que sabem quem são (ou pelo menos desconfiam), mas que pensaram que isso não viria à tona, e agora se vêem em uma saia justa.

Sabemos que naquele local muitos outros profissionais estiveram, como repórteres, bombeiros, técnicos do IML e cabe ao governo apurar quem eram. Não é possível que qualquer pessoa com autorização podia chegar até lá sem terem seus dados anotados (exceto os índios, é claro), mas acredito que onde se encontravam o maior número dos destroços e corpos haviam militares presentes (com a intenção mesmo de preservar o máximo que pudessem no local). Aquele acidente não aconteceu ali na esquina ou na rodovia, onde qualquer um poderia furar o cordão de isolamento e perambular por lá. Não estou dizendo que também deveriam ter recuperado tudo, já que isso é impossível, mas que é no mínimo estranho saber que documentos e celular foram adquiridos por terceiros para golpe, lá isso é. O que essas famílias querem é identificar responsáveis e puni-los, doa a quem doer. Mas querer isentar todo um grupo e transferir toda a responsabilidade para outros que ali estavam (e é claro que nessa os índios levariam a fama, inclusive por preconceito) é demais pro meu gosto.

Ainda segundo essa reportagem da Folha On-Line, antes das imagens apresentadas por Kersul, familiares de vítimas do acidente também mostraram um vídeo que teria sido confeccionado por um militar com cenas dos corpos das vítimas. Segundo familiares, o vídeo chegou a ser colocado no YouTube, mas acabou retirado após protestos da Associação dos Familiares das Vítimas do Vôo 1907.

Kersul, segundo a reportagem, afirmou que não foram os militares que fizeram o vídeo, mas penso que para os familiares acusarem, é porque devem ter como provar, pois essa é uma acusação grave e muito comprometedora. Depois que li isso fui ao You Tube e vi dois vídeos, digamos, promocionais, realizados supostamente pelos bombeiros e pela FAB sobre esse acidente e seus trabalhos, e por isso, não duvido da fala dos familiares.

Cada um faça a análise que quiser. Essa é só a minha opinião.

Read Full Post »

Pai

Desculpe, gente, mas hoje não tem post decente. Hoje é dia dos pais, e estou com muitas saudades do meu pai, que já não está mais nesse mundo. Meu coração está doendo.

Saudades de ouví-lo brincar comigo: Hedionda (quando eu o chamava de Horroroso) ;

Saudades de ouví-lo rir das minhas palhaçadas e dizer: Ô meu Deus, bobo custa a criar, mas quando cria, dá gosto;”

Saudades de ouví-lo dizer: “chimbica, vem cá!” (nem me perguntem o que é chimbica, pois eu não sei; só sei que ele me chamava assim). Mas quando estava bravo, ele dizia: Jacqueline – com todas as letras;

Saudades de quando íamos ao parque: o Trem Fantasma não tinha nada de assustador, pois ele estava lá comigo; adorávamos carrinhos bate-bate e tiro ao alvo; só não íamos na roda gigante, pois ele morria de medo.

Saudades de quando íamos à praia nas férias e ele me levava pela mão para brincar de furar ondas.

Saudades de quando nadávamos juntos na piscina do PIC – eu e minha irmã penduradas no pescoço dele, cada uma de um lado, dentro da piscina.

Saudades da primeira vez em que fui ao dentista, acompanhada por ele, para arrancar um dente de leite, que insistia em ficar ali quando o outro já nascia sem espaço para ocupar – momento difícil esse, afinal, dentista é dentista, rsrsrsrs!

Saudades de quando eu ía tomar vacina e ele estava lá ao meu lado, e ao final da sessão tortura: pirulito de chocolate – outro momento difícil (até hoje é, e pior, sem pirulito de chocolate, rsrsrs).

Meu parceiro na degustação de Lulas à milanesa, de Torta de bananas, de Lasagna à bolognesa, de Pizza de presunto (ops, presunto não: carne de hipopótamo – como ele disse um dia zoando de mim, rsrsrsrs).

Saudades , saudades, saudades! Eu queria ser criança novamente por um dia; especificamente no dia de hoje, pra pular no pescoço dele, abraçar apertado, beijar muito e dizer novamente: Pai… papai… paizinho.

A todos que aqui vierem: FELIZ DIA DOS PAIS! Curtam demais seus filhos, cada momento, todos os dias, pois lembranças como essas ficarão para sempre marcadas nas memórias deles. E não tem dinheiro e nem bens materiais que substituam isso, tenham certeza.

Read Full Post »

Older Posts »